Páginas

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

APÓS DOIS ANOS, ESCOLA (CRECHE) NO BAIRRO QUARTEL/SESI AINDA NÃO ESTA CONSTRUÍDA. ÚNICA PROVIDÊNCIA TOMADA PELA PREFEITURA FOI AUMENTAR O VALOR DA OBRA.
















Em nova denúncia apresentada, decorrente da sua obrigação de fiscalizar os atos do Executivo, o Vereador WILSON PAESE usou a tribuna no último dia 15 de outubro para expor que no mês de AGOSTO DE 2011, o Governo Federal, por meio do FUNDO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO (FNDE) firmou convênio com a Prefeitura Municipal para construção de uma escola (Centro de Educação Infantil) no bairro Quartel/SESI, comprometendo-se a pagar mais de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) pela obra, ao passo que caberia a Prefeitura pagar pouco mais de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

O Parlamentar prosseguiu, narrando que apenas no mês de DEZEMBRO DE 2011, a Prefeitura contratou, por licitação, a empresa que deveria realizar a obra pelo valor de R$ 619.000,00 (seiscentos e dezenove mil reais).

PAESE diz que o contrato firmado estabelece que a obra deveria ter sido concluída no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, assim como estipula diversas penalidades na hipótese de descumprimento, inclusive a rescisão do contrato e aplicação de multa.

Todavia, ressalta que apesar do prazo para conclusão da obra não ter sido cumprido, a Prefeitura não tomou nenhuma medida para resguardar o interesse público.

O Vereador destaca que, ao contrário, no mês de novembro de 2012, sem qualquer justificativa plausível, a Prefeitura solicitou a prorrogação do contrato em mais 12 meses.

Na visão de PAESE, o mais grave e que evidencia absoluta falta de planejamento e competência da Prefeitura é o fato de que, agora, no mês de setembro de 2013, o valor do contrato foi aumentado em mais de R$ 70.000,00 (setenta mil reais).

PAESE resume que a Prefeitura já gastou quase R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) do Governo Federal e não conseguiu, EM DOIS ANOS, construir uma escola de pouco mais de 500 (quinhentos) metros quadrados. E, acrescenta: “Além de não tomar as providências necessárias contra a construtora, já que se trata de dinheiro público e da criação de estabelecimento para educar crianças videirenses, prorrogou o contrato, bem como aumentou o valor da obra em R$ 70.000,00 (setenta mil reais).”

Aliás, é mais uma das tantas obras públicas municipais que se arrastam em Videira, a exemplo da Escola Fantasma no Bairro Carboni e do alardeado Parque Rio do Peixe, lançado em maio de 2012 e que até hoje não foi acabado, analisa PAESE.



2 comentários:

  1. Vereador Paese!!!!

    Só tenho a parabenizar pelo excelente trabalho de fiscalizador, que pena não ter mais 10 Paese na câmara.....não votei em vc.......mas tenha a certeza que na próxima terá não só o meu voto, mas sim o meu apoio e os votos de toda minha família......espero que os outros vereadores se espelhe em vc...abraço

    ResponderExcluir
  2. Desespero,

    Lembra que o pessoal do 15 tinha uma musica, é desespero, é desespero......o veneno virou contra eles.....agora eles estão desesperado com a fiscalização que o Paese está fazendo....kkkkkkkkkkk tanto que o presidente da câmara levou uma ripada na terça feira, continua assim Wilson......

    ResponderExcluir